Resenha: HQ Kombi 95, de Thiago Ossostortos

31 de outubro de 2017 às 20:28 | Por

 

Thiago Ossostortos, em Kombi 95 faz uma verdadeira homenagem aos anos 90. O ponto alto do título, lançamento da Plot Editorial, é a atmosfera nostálgica que serve de cenário e ainda é personagem atuante dessa história de suspense.

 

A HQ, que utiliza da lenda urbana da gangue de palhaços que aterrorizou jovens e adultos na década de 90, consegue ao mesmo tempo nos transportar à essa época que nem ao menos precisamos ter vivenciado com fervor para conhecê-la como também, apresenta uma história cheia de reviravoltas.

 

Para quem não lembra,  boatos sobre uma gangue de palhaços em uma kombi branca que sequestravam crianças para o tráfico de órgãos ficou bem conhecido principalmente na Grande São Paulo, sendo a notícia dada até em veículos de comunicação. Foram esses boatos, assim como a infância do autor, que serviram de inspiração para Thiago Ossostortos na hora de criar a HQ.

 

 

Na história, após o desaparecimento de um menino da rua, um grupo de amigos se reúnem para achar os temidos palhaços que estariam sequestrando crianças. Os auto intitulados, Os Caça-Palhaços em meio a resolver o sumiço de Albino, nos enchem de (muitas!) referências da época e é divertidíssimo acompanhar tantos detalhes que nos remetem ao passado.

 

Do brincadeiras de rua às roupas usadas. Das gírias aos programas de tv. Das comidas conhecidas aos fliperamas. Mundo da Lua, Doug Funny, pessoas ensaboadas gladiando em uma banheira, pessoas dançando na boquinha da garrafa, ou cantando sertanejo. Está tudo lá! Diversas referências de comportamento, culturais, de moda, tendências da época, etc. E muitas referências musicais.

 

 

A música possui  um grande destaque. Começando pela capa da HQ, baseada no clássico disco do Green Day, Dookie. São diversas citações a grupos, cantores e músicas, tanto, que ao final do livro, um QR Code o levará a uma playlist do Spotify cheia de sucessos dos anos 90, acentuando a importância das músicas para a história. Encontramos Mamonas Assassinas, Leandro & Leonardo, Chitãozinho & Xororó,  Só Pra Contrariar, entre outros.

 

Além da playlist,  possui ao final da HQ um posfácio onde o autor esclarece um pouco de como surgiu a ideia e as inspirações para a história. E ainda artes adicionais e até um esboço.

 

 

Pela diversão, pela nostalgia, pela qualidade, Kombi 95 merece um espaço na sua estante.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Jornalista. Sonho em me tornar uma mistura de Lizzie Bennet e Tracy Whitney, tirando a parte fora da lei. Ler e escrever são o que mais gosto de fazer. Fico nervosa sem um livro na bolsa ou quando não acho caneta e papel quando a inspiração vem. Tenho sonhos a lá filme de Spielberg, ilusões amorosas por Mr. Darcy e obsessão por Harry Potter.