Resenha “Benjamin Constantino – Amor e Poder”, de Ismael de Campos Junior

25 de setembro de 2017 às 20:57 | Por

“Benjamin Constantino – Amor e Poder” é a estreia literária do autor Ismael de Campos Junior. Publicado pela Editora Gregory, o livro possui 242 páginas.

 

“Amor e Poder” é o primeiro de cinco livros previstos para a saga. Nele, não fica claro o por quê de o nome de Benjamin Constantino estrelar o título. Pela menção, fica implícito que ele é a peça chave de todo o suspense que permeia a narrativa. Contudo, a obra apresenta um protagonismo compartilhado entre Benjamin, Carmen Rivero, Leonardo e Peçanha .

 

Cada um tem, neste primeiro volume, uma apresentação, onde podemos entender minimamente o que aconteceu com eles até o presente momento. Suas vidas vão se interligando, por destino, fatalidade, ou uma força maior. A questão é que fica evidente que não é por puro acaso que o caminho deles se cruzam.

 

Benjamin é um jovem enigmático que tem poderes especiais. Uma espécie de clarividência faz com que veja coisas e com isso desperta o interesse de pessoas poderosas, cuja intenção ainda está velada.

 

Carmen Rivero é linda, bem sucedida e sabe se cuidar sozinha. Contudo, mesmo sem saber, está no meio de algo muito maior. Assim como Leonardo, que após esperar por um recomeço, vê novamente sua vida virar de pernas para o ar. Já o detetive Peçanha  não se conforma com respostas simples, e vai atrás quando quer descobrir algo.

 

A narrativa se desenrola de forma intrigante. Auxiliada pela troca de passagens, mostrando a perspectiva dos personagens apresentados acima, e ainda pelo texto em terceira pessoa, ela apresenta um bom ritmo. O autor desenvolve uma trama misteriosa, que vai se revelando aos poucos. São muitas as perguntas que este primeiro livro produz, o que instigará o leitor a continuar procurando pelas respostas.

 

Os personagens são imprevisíveis, assim como a trama que estão inseridos, fazendo com que os desenvolvimento e reviravoltas no enredo, que não são poucas, peguem o leitor desprevenido.

 

O texto merecia uma edição condizente com a sua qualidade. Tanto em questões gráficas, quanto em edição textual, o livro deixa a desejar. Mas não julgue o livro pela capa! Ele apresenta um interessante início de saga, que, como já mencionado, possuirá mais 4 livros: “Poder Absoluto”; “Os Quatro Elementos”; “A Origem de Tudo”; e “Evolução”.

 

Jornalista. Sonho em me tornar uma mistura de Lizzie Bennet e Tracy Whitney, tirando a parte fora da lei. Ler e escrever são o que mais gosto de fazer. Fico nervosa sem um livro na bolsa ou quando não acho caneta e papel quando a inspiração vem. Tenho sonhos a lá filme de Spielberg, ilusões amorosas por Mr. Darcy e obsessão por Harry Potter.