Pré-venda: HQ KIN desvenda a lenda urbana da garota fantasma da Liberdade

19 de julho de 2017 às 20:20 | Por

A HQ KIN  está em pré-venda por meio da plataforma de financiamento coletivo Catarse.  Com roteiro de G. Profeta (Melissa em Ellipsia) e arte de Fabio Vieira  (O Peso da Água, Lucy in the Sky e A Rainha Pirata), a ideia da história é se debruçar sobre o componente humano que existe por trás de uma lenda urbana.

 

Em KIN são abordadas questões como justiça, escolhas e consequências. No coração vibrante da cidade de São Paulo, existe uma lenda urbana: a garota fantasma da Liberdade, como as pessoas a chamam, entre sussurros. Ninguém sabe se ela existe de verdade, mas, ocasionalmente, no bairro japonês, ela é vista durante as madrugadas, sempre no escuro, correndo sobre a borda do viaduto ou empoleirada sobre um dos postes em formato de lanterna.

 

“Um dos pontos com os quais brincamos bastante é o próprio cenário urbano, que funciona como um personagem. Toda a história se dá no centro de São Paulo: no beco da Liberdade, na Catedral da Sé, na Avenida Paulista… Por isso nós demos atenção particular ao desenvolvimento desses cenários, do roteiro à arte, para que o leitor local pudesse se sentir dentro da história. Nós, como consumidores, estamos saturados de narrativas que se passam em Nova Iorque ou em Tóquio, por exemplo. Em KIN, nós queremos contar uma história paulistana, por assim dizer – ainda que venha naturalmente carregada de inspiração japonesa, seja pelo bairro da Liberdade ou pelo próprio estilo artístico, conduzido pelo Fabio com maestria.”, contou Profeta.

 

 

Com referências no realismo de Takehiko Inoue (Vagabond) e nos retratos da vida urbana de Scott McCloud (O Escultor), além dos trabalhos do estúdio CLAMP (xxxHolic, Gate7) e de Tite Kubo (Bleach), o ilustrador Fabio Vieira teve como maior preocupação respeitar  a tradição do shodo e do sumi-e, técnicas tradicionais de caligrafia e desenho com pincel. Com isso, grande parte da arte-final de KIN é realizada com nanquim e pincel.

 

“O importante é que o traço revele a intensidade do sentimento”, revela Fabio. “KIN é uma história sobre justiça, escolhas e consequências, mas, acima de tudo, é uma história sobre sentimento. E isso conversa com qualquer ser humano. Sofrimento, ódio, tristeza… Aceitar e conviver com tudo isso é uma grande lição. Em nossas vidas, fazemos isso o tempo todo, com ou sem uma katana nas mãos.”

 

A campanha vai até o dia 14 de setembro de 2017.  As recompensas contam com marca-páginas, postal, página original PB A3, pôster A3, aquarela A5, entre outras, conforme o pacote escolhido. Os apoios podem ser realizados a partir de R$15 (PDF). A primeira edição será uma publicação do Studio Magenta.

 

APOIE!

 

 

 

Jornalista. Sonho em me tornar uma mistura de Lizzie Bennet e Tracy Whitney, tirando a parte fora da lei. Ler e escrever são o que mais gosto de fazer. Fico nervosa sem um livro na bolsa ou quando não acho caneta e papel quando a inspiração vem. Tenho sonhos a lá filme de Spielberg, ilusões amorosas por Mr. Darcy e obsessão por Harry Potter.