23 junho, 2017 às 19:08 | Por

Resenha: Conto “Onde Termina o Inferno” (Calendário de Histórias), de Douglas MCT

“Onde Termina o Inferno”, conto de fevereiro da série “Calendário de Histórias”, é um spin-off da série “Necrópolis”, escrita pelo autor Douglas MCT. Apresenta um contexto que os amantes dos livros já estão familiarizados, além de termos exclusivos à trama. Com isso, para melhor contextualização, a introdução ao conto pode se fazer necessária.

 

Os novatos do faroeste sobrenatural talvez terão outra visão do texto. Já para aqueles que conhecem, o conto se representa como uma história distante da passada nos livros. Esta, muito embasada ainda nesse cenário tão explorado por eles.

 

O spin-off é mais que um prólogo de, ao que parece, uma interessante jornada que facilmente poderia virar um livro. “Onde Termina o Inferno” pode ser também o ingresso, no caso de não ter lido “Necrópolis” anteriormente. Ele pode ainda ser um estímulo que despertará o interesse por esse universo.

 

Encontramos no conto peças chaves fundamentais ao gênero que se situa. Nele, um grupo de desconhecidos de diferentes origens – incluindo um virleono e um doppelgänger – e um objetivo em comum que serve de elo dos personagens principais. Além de muitos perigos – incluindo muitos tiros, explosões e criaturas sobrenaturais – em uma jornada que parece quase suicida. Os diálogos são ágeis e diretos, quase sempre com um sarcasmo velado ou explícito. Já o desfecho dá margem a uma continuação que torcemos para que aconteça.

 

 

O projeto “Calendário de Histórias” está disponível exclusivamente na Amazon. A cada mês é lançado um conto dos mais variados gêneros. Confira “Onde Termina o Inferno – Fevereiro”.

 

Sinopse:
Neste western fantástico, uma garota contrata os serviços de um mercenário para ajudá-la a recuperar a maleta do pai, roubada por um criminoso reptiliano. No meio dessa aventura eles encontram leões negros, criaturas com problemas de identidade e um exército de 40 pistoleiros bem pagos.

 

Jornalista. Sonho em me tornar uma mistura de Lizzie Bennet e Tracy Whitney, tirando a parte fora da lei. Ler e escrever são o que mais gosto de fazer. Fico nervosa sem um livro na bolsa ou quando não acho caneta e papel quando a inspiração vem. Tenho sonhos a lá filme de Spielberg, ilusões amorosas por Mr. Darcy e obsessão por Harry Potter.