Jefferson Ferreira (Panda de Capa) fala sobre a webcomic “Rei de Lata”

18 de abril de 2017 às 21:04 | Por

Jefferson Ferreira, ou como é conhecido Panda de Capa, é o autor da webcomicRei de Lata”, que com apenas um capítulo lançado conta com selos de visualização, popularidade e o selo fã da plataforma Smocci, onde a obra está integrada.

 

O quadrinho relata o mundo, que após várias guerras, teve seu pior desastre, foi lançada uma arma biológica que praticamente causa a extinção de todo um país. O que não esperavam é que, após o ataque, toda criança nascida era propícia a ter uma espécie de anormalidade no organismo e eventualmente manifestar algum tipo de poder gerado por seu instinto de sobrevivência, trauma ou situação extrema. Por serem os únicos imunes ao ar, passam a ser odiados e temidos por muito adultos. As super crianças então, tem que que lutar pela sobrevivência em um país pós-guerra.

 

Para conferir a obra é só clicar na imagem!

 

Para saber mais sobre a produção da webcomic e quando novos capítulos serão lançados, batemos um papo com o Jefferson. Confira:

 

Como é feita a produção da webcomic?

 

Sou eu que faço tudo. Começo pelo roteiro, depois desenvolvimento do design dos personagens (caso tenha novos) e cenários, passo para o storyboard, e finalmente começo a produção das páginas, finalizando com a inserção do texto e em seguida a revisão.

 

Qual a previsão para a publicação do segundo capítulo? Quantas são previstos para o primeiro arco?

 

 Ainda quando estava produzindo o primeiro capítulo, eu tinha a intenção de lançar o segundo no dia 10 de abril, mas assim que eu lancei Rei de lata, acabei tendo alguns probleminhas e tive que ir ao médico, e descobrindo que estava com tendinite e com uns problemas de stress, consequentemente fui recomendado para que repousasse por algumas semanas. Por conta disso é bem provável que o capítulo 2 só saía no final de abril ou no começo de maio.
E sobre a quantidade de capítulos que terá, ainda não tenho nada confirmado.

 

Tem planos para a publicação impressa da HQ?

 

Tenho planos, mas ainda é um objetivo bem futuro.

 

O que acha do cenários brasileiro de quadrinhos? Identifica alguma mudança nos últimos anos?

 

Na real eu sou bem desinformado e nem tenho uma opinião relevante sobre o assunto, mas nos últimos anos tenho visto muito quadrinho de qualidade aparecendo, e muito artista correndo atrás de produzir e divulgar seu trabalho. E o que eu tenho mais notado é a união da galera, um motivando o outro, isso é maravilhoso e essencial. Acho que isso é ótimo para cenário brasileiro de quadrinho.

 

Tem outros projetos em andamento ou para publicações futuras?

 

Não, meu foco é total em Rei de lata. É muito tempo e suor dedicado na produção, mesmo se eu quisesse não conseguiria trabalhar em dois projeto simultaneamente.

Jornalista. Sonho em me tornar uma mistura de Lizzie Bennet e Tracy Whitney, tirando a parte fora da lei. Ler e escrever são o que mais gosto de fazer. Fico nervosa sem um livro na bolsa ou quando não acho caneta e papel quando a inspiração vem. Tenho sonhos a lá filme de Spielberg, ilusões amorosas por Mr. Darcy e obsessão por Harry Potter.