HQ “Palestina”: Zona de conflito em rabiscos

10 de novembro de 2012 às 04:03 | Por

O grande público normalmente está acostumado a tratar os quadrinhos como algo voltado para o público infantil. Algumas pessoas duvidam que uma boa história pode ser contada nesse formato, quanto mais um testemunho jornalístico. Para estas pessoas apresento Joe Sacco, esse maltês naturalizado americano, nascido em 1960 e formado em jornalismo, na Universidade do Oregon, se tornou especialista em relatos jornalísticos em graphic novels. Em 2011 a editora Conrad publicou no Brasil “Palestina” (288 páginas), uma de suas mais conhecidas obras, em edição Especial.

O quadrinho conta o período de dois meses (final de 1991 e início de 1992) que o jornalista ficou viajando pela Palestina e Israel, coletando material para esse projeto. Mostrando através de relatos coletados pelos mais variados tipos de pessoas, como o governo israelense pouco a pouco toma e, vai minando a vida dos palestinos. A apropriação de posses por causa de profecias religiosas, destruição de recursos para a subsistência, maus tratos causados pelas forças militares e movimentos rebeldes, são alguns dos temas tratados em um local totalmente entregue ao caos.

Apesar do traço um pouco caricato em relação aos rostos, mais ainda o do próprio autor, que também é o protagonista da história, Sacco consegue muito bem retratar o clima encontrado nos locais visitados. Curioso como todo bom jornalista, não mede esforços em saber cada vez mais detalhes de uma pessoa, seja ela um antigo colono, ou um jovem recém saído de uma prisão. Algumas partes da história mostram um pouco de pretensão no autor, mas isso não é algo que atrapalhe o decorrer da história, a deixa até mais leve para ser lida. Uma excelente escolha para quem gosta ou não de quadrinhos.

Recentemente começou o canal intitulado “Escher Geek” no You Tube. Jornalista entre dois mundos paralelos. Depois de passar por diversos desafios e obstáculos ele se prepara para enfrentar o mais cruel, terrível e implacável de todos os vilões: O TCC. E quando dá tempo joga um lolzinho.